Email Marketing: qual o tipo ideal para a minha estratégia?

  23/Mar

O email marketing é uma ferramenta indispensável para quem quer ter uma estratégia de marketing digital de sucesso. Com ele, é possível melhorar o relacionamento com os seus clientes e criar oportunidades de venda com os seus prospects. No entanto, é preciso estudar muito bem o formato do email marketing que será produzido, além de dominar os interesses das pessoas que receberão esse conteúdo.

Ao usar uma ferramenta para disparar o email marketing, como MailChimp e RD Station, você conseguirá medir o desempenho de cada campanha criada, tendo acesso às taxas de abertura e de cliques, por exemplo.

Além disso, ao enviar um email marketing, você estará criando ou cultivando oportunidades de venda com os seus clientes, partindo do pressuposto de que ele autorizou a sua empresa a enviar esses emails e tem interesses afins com a sua marca. Caso você envie um email para alguém que não o solicitou, você será classificado como um spammer (pessoas que enviam spam), além de estar perdendo tempo e dinheiro se relacionando e disparando conteúdo para uma audiência não qualificada.

“Então é válido comprar uma lista de emails?”. Não é válido, mesmo que a lista de emails seja de pessoas que possam ter interesse no seu produto ou serviço. Se a pessoa não passou pelo processo de opt-in (processo de consentimento), não envie emails para ela. Porque, apesar de baratos, os mailings comprados podem custar caro quando reduzem as taxas de abertura dos seus emails e afetam negativamente as suas estatísticas em longo prazo.

Tipos de email marketing

No funil de vendas, o email marketing está presente em quase todo o processo, desde o momento em que o visitante baixa um conteúdo rico e se torna um lead. Com tantas empresas demandando a atenção desses leads, ser estratégico e assertivo na escolha do formato do email é indispensável.

A seguir, confira os tipos de campanha mais adequados aos diferentes objetivos da sua empresa e da sua estratégia de marketing:

Newsletters: esse tipo de email marketing é o mais comum. Nele, as empresas divulgam os seus conteúdos mais genéricos para toda a base de contatos. As newsletters atingem os leads em todos os estágios do funil de vendas, mas em momentos diferentes da jornada de compra. Com isso, pessoas que querem ser introduzidas aos assuntos ou se aprofundar serão atingidas por esse tipo de email. Portanto, esteja devidamente preparado para redirecionar essas diferentes personas para os lugares onde receberão o conteúdo mais adequado.

Muitos se preocupam com a taxa de abertura e a taxa de cliques das campanhas, mas a informação de quem clicou em qual link é ainda mais importante. Isso porque essa informação vai te dar dados para segmentar ainda mais os seus mailings por áreas de interesse.

Exemplos de newsletters ou emails relacionais:

- Divulgação de blogposts

- Pesquisa de opinião

Emails Promocionais: o email marketing promocional tem como objetivo promover um conteúdo especial produzido pela a sua empresa, um produto, serviço etc. Ao contrário das newsletters, os emails promocionais possuem apenas um foco e pretendem direcionar o leitor para um lugar específico para realizar uma ação previamente definida por quem elaborou o email. O email promocional também tem o poder de fazer com que a pessoa avance mais no funil de vendas, caso ela esteja estagnada em alguma fase e não engaje com os seus conteúdos.

O sucesso desse tipo de email depende de um fator muito importante: a segmentação. Ao segmentar os seus contatos, você produzirá conteúdos menos genéricos e mais assertivos, oferecendo para cada grupo o que mais lhe interessa. “Mas como segmentar?” Observando o modo como as pessoas interagem com a sua newsletter (releia o tópico anterior), tirando os dados necessários para categorizar a sua base de contatos em grupos e para eliminar aqueles contatos que não interagiram e que parecem não ter interesse no que a sua empresa oferece para o mercado.

Exemplos de emails promocionais:

- Divulgação de webinar;

- Divulgação de um ebook;

- Lançamento de um produto ou serviço;

- Divulgação de promoções e descontos especiais.

Emails Transacionais: sabe aquele email que você recebe ao finalizar uma compra online ou ao baixar um ebook do Grupo Emedia? Caso sim, você recebeu um email transacional, que tem como objetivo realizar uma conversão secundária e criar uma aproximação com o lead. Depois de disparar esse email, você pode passar a enviar newsletters e até emails promocionais para essas pessoas, a fim de transformar esses leads em clientes e evangelizadores da sua marca.

Exemplos de emails transacionais:

    - Recibos;

    - Notificação de entrega de uma compra;

    - Confirmação de endereço de email;

    - Recuperação de senha;

    - Confirmação de download de um ebook.

    Independente do tipo de email marketing que você produza e dispare, é preciso levar em consideração os públicos-alvo e o estágio da jornada de compra em que eles se encontram: descoberta, reconhecimento de um problema, consideração da solução ou resolução da compra. Com isso, a sua equipe deve estar atenta, identificar as oportunidades e escolher o tipo de email marketing que mais se encaixa no momento em que o visitante, lead, potencial cliente ou cliente se encontram; se fazendo presente na vida das pessoas que se interessaram, interessam e se interessarão pelo seu negócio em algum momento da vida.

    O envio periódico de mensagens úteis, quando bem planejado e executado, pode atrair tráfego para o seu site, reforçar bons relacionamentos com a sua base de contatos, além de converter oportunidades em vendas.

    Quer saber mais sobre email marketing e entender mais o porquê dessa ferramenta ser importantíssima para alavancar as suas vendas? Baixe o e-book que fizemos sobre o assunto. Imperdível!